Posted on

Nesta edição, procuramos falar sobre taludes e, claro, solos moles, seja genericamente, seja através da análise de um caso de obra com rutura. Uma análise racional, para a estabilização de solos e rochas, necessita da profunda compressão de vários assuntos e conceitos. 

Nestas 16 edições de nossa revista, nunca publicamos assunto pertinente a taludes, razão pela qual procuramos abordar conceitos gerais, utilizados nos estudos de estabilidade de taludes, abordando aspectos geológicos que, de certa forma, personifica-o , assim como o tratamento da água do solo e questões inerentes de percolação que frequentemente causam problemas de estabilidade. 

A matéria foi escrita com objetivo de acrescentar mais informações aos nossos leitores. O objetivo desta revista, é informar sobre a pouca conhecida técnica de melhoramento de solos moles, que tem na análise de estabilidade da taludes um parceiro, cujo desenvolvimento é quase que recente. Estamos nos referindo a estes últimos 20 ou 30 anos. A grande questão é que os métodos de estabilização de taludes, assim como a técnica de melhoramento de solos, com geoenrijecimento, precisam ser compreendidos e modelados de maneira realística. A presença de solos orgânicos e turfas é cada vez mais frequente, razão pela qual insistimos em expandir o conhecimento sobre estes materiais. É o caso da análise de soluções apresentada na terceira matéria desta edição.